domingo, 7 de abril de 2013

Vem ca menino, cê ta pensando o que?


... Primeira pergunta que deu vontade de fazer quando de repente ele me aparece falando em barreiras, em querer de mim atitudes normais. Ah? Como assim?? Não entendia, certas coisas nos complicam, por isso que digo que podemos ler um mesmo texto, mas com certeza teremos reflexões diferentes, e foi justamente isso que aconteceu. Escrevi porque queria gravar o que tinha certeza que seria algo especial pra depois ler, queria entender  o que me atormentava, que hoje sei que é justamente esse “estamos de mal”, que existia entre nós, ops, estávamos de mal, agora mais não, sinto um alivio, uma paz interior acolhida, pensava comigo que fosse algum sentimento de rancor escondido que me deixava muda, mas quando me calei por um tempo na conversa na qual fazíamos as pases, fui digerindo e entendo que não, queria paz mesmo, só  nao tinha coragem pra dar o braço a se estender, afinal nao tinha-os dobrado. E depois de entender o que eu já tinha certeza, escrevo assim: “ Deus escreve certo por linhas tortas”. Na minha vida sim, no meu caminho sim, não estaria tão bem se um dia não estivesse passado tão mal.




Pois é... Toda sorte do mundo e saiba que o carinho que tenho por voCê é de primo mais nada. Declaro aqui para que não haja maus olhados, nem maus comentários, nem maus pensamentos, nem más palavras. A gente nunca sabe o que o outro vai entender mesmo (risos).