quinta-feira, 4 de abril de 2013

Sonho estrelado.


Será que preciso de quê pra seguir sem pensar no passado? O passado não volta e nem eu quero que isso aconteça. De verdade, eu me sinto bem e feliz com o destino que segue, com as coisas que tenho, com o amor que possuo... Mas não tem jeito, de novo to brigando comigo por causa de pensamentos invasores que me fazem voltar ao tempo, não entendo. O que quero é so uma conversa. Mas pra que? Se ela não servirá de nada. Não sei, não entendo, penso e repenso, sonho, olho fotos, procuro detalhes que me tenham, um brecha pra que eu possa me aproximar e não acho, na verdade essas brechas não Existem, elas se foram no mesmo período que o amor desmoronou. Sinto que não há porque insistir em mais alguns minutos de conversa, aquela que não tivemos, aquela que me torturou nas noites que passei em claro, aquelas que se tornam essas ate hoje a me torturar. Preciso esquecer esses fatos tristes, essas agonias, preciso relaxar nisso, mas parece ser forte o bastante pra me fazer cometer loucuras... Pra me fazer ir atrás sem querer me mostrar, da uma agonia toda vez que isso acontece. Não teve fim assim como muitos outros, não fui a primeira, nem serei a ultima, mas devo ser a única que futuca isso como uma louca, que finge esquecer que não necessita mais de respostas, que finge não ligar para o olhar mudo que encontrou os meus olhos de repente... finjo que ta tudo em ordem, talvez pra me dar controle sobre a situação. Posi é... me sinto estranha, desejo coisas absurdas e sonho com coisas tão mais absurdas ainda, mas a sensação é de adoração, sonho e acordo feliz por ter sonhado, acontece tantas coisas, tudo que almejo. Hoje não sei se acontecera de novo, já fazem três ou quatro noites, tardes, na verdade não importa, basta dormir que sonho episódios bons e diferentes, sonho com isso, com esse encontro, com essa conversa, com seu olhar que encontrou o meu de um jeito tão lindo, tão meigo, tão devorador... Eu vi, olhei, apesar do desvio eu sentir a força de antes, que hoje não pode mais existir, ando matando algo, terminando de matar, porque toda vez que penso que não estas mais vivo, renasce em mim a certeza de que estas, e que podes chocar, dar choque em mim sim.  Não é o mesmo, mas ainda me confronta, e deve ser isso que tanto me atormenta.
Hoje cometi uma loucura por te Buscar, não deveria ir, nem escrever sobre isso de novo, mas já me sinto melhor em saber que o segredo já não me pertence tanto, já esta na mente de alguém que ira se inspirar, pensar, lembrar. Já que escrevi desejo que encontres isso e me responda de coração se pensar ou sentes algo parecido com essas besteiras que mencionei, não se cale, de novo não.