quinta-feira, 17 de março de 2011

As vezes eu Preciso.

Eu devia não ser tão louca assim, ha ponto de te encher seu celular de mensagens, te dizendo o quanto sou grata por você existir, por ter me proporcionado tantas coisas boas sempre que estamos juntos e dizer que adoro ate mesmo os seus defeitos, ou você acha que não os conheço? Conheço ate demais porem aceito-os. Esses dias não sei o que me deu, mas quis me afastar dessa tua voz, que sempre me envolve com coisas malucas e eu não consigo não te querer, não te olhar pedindo você pra mim, não sei não querer te tocar... Ultima vez em cima da tua moto foi tão bom, não sabia nem o que fazer com minhas mãos elas estavam louca pra te abraçar, parece que estavam adivinhando que seria talvez o ultimo abraço.
As vezes da saudade de te ter por perto, mas não é tão simpes assim, nunca foi pra gente nada simples ter um ao outro... Eu tento entender mas não consigo, porque eu sempre te quero na hora errada e as vezes erro por não te aceitar quando é a hora certa.

Prometi a mim mesma que se existir proxima vez, vou te querer, vou dizer Sim, cansei de ter medo, do medo que as coisas causam.
Gosto tanto do seu jeito... Do seu sorriso, so seu beijo.
Gosto do seu endereço,gosto  de te ver online
e adoro te ver desesperado por mim, é uma tara minha te ter nesses dias assim.


Na minha memória, tão congestionada
 - e no meu coração -
tão cheio de marcas e poços -
você ocupa um dos lugares mais bonitos.

   Caio Fernando Abreu